Mudanças no Sales Tax nos Estados Unidos

O que você irá encontrar nesse artigo:

Decisão da Suprema Corte permite que cada estado defina suas próprias regras para cobrança do Sales Tax.

Mulher revisando Sales tax

Se você já trabalha com e-commerce nos EUA, certamente está familiarizado com a regra de que só há obrigação de recolhimento do Sales Tax nos estados em que sua empresa tem presença física (estoque, escritório, vendedores), também conhecida como “nexus”.

Porém, tudo mudou no dia 21 de junho de 2018 quando a Suprema Corte deu ganho de causa ao Estado de South Dakota em uma ação contra a Wayfair, autorizando o estado à exigir o recolhimento de Sales Tax das empresas com mais de 100 mil dólares em vendas mensais dentro do Estado, ou 200 transações individuais de vendas (independente do valor).

Diante dessa decisão, abriu-se precedente para que cada Estado defina quais são os limites de valor ou volume de transações que constituem “nexus econômico” de um e-commerce naquele estado, tornando bem mais complicado o entendimento das empresas em relação à obrigação ou não do recolhimento em cada local.

Vários estados já contavam com esse tipo de regulamentação, mas com a decisão da Suprema Corte ficou mais fácil impor essa cobrança às empresas de e-commerce. Os limites vão de 10 mil à 500 mil dólares em vendas, dependendo do estado.

O TaxJar disponibilizou uma ferramenta que pode ser integrada aos seus canais de venda online e que verifica se a sua empresa atingiu o limite de transações ou faturamento em cada um dos 50 estados americanos.

Informações importantes:
– O Sales Tax é pago pelo consumidor final, ou seja, o vendedor é responsável por acrescentar o valor do imposto à venda, cobrar do cliente e repassar esse valor ao estado.
– Não houve alteração nas vendas feitas para distribuidores e revendedores.

Leia também sobre outros impostos para empresas nos Estados Unidos.

Compartilhar artigo

Comments are closed.

Explorar
Outros conteúdos
Gráfico mostrando as variações em investimentos nos EUA
Empreendedor brasileiro vendendo seus móveis nos EUA
entrepreneur calculating US sales taxes for their e-commerce business.
globalfy_Logo_google_ok2
globalfy_Logo_Endeavor
globalfy_selectusa_logo
globalfy_university-of-central-florida-ucf-vector-logo-2022

Inscreva-se para fazer parte do nosso grupo exclusivo e confira Centro de conteúdoNotíciasTendências de negócios

Assine!

2023 Todos os direitos reservados © Globalfy, LLC


globalfy_US-FDIC

Seus fundos estão assegurados em até US$250.000 pelo Blue Ridge Bank, N.A.; Membro FDIC.

globalfy_ssl-secure

As informações oferecidas neste site não podem ser consideradas aconselhamento jurídico, mas informações de domínio público.

A Globalfy é uma empresa de tecnologia financeira e não um banco. Serviços bancários prestados pelo Blue Ridge Bank N.A; Membro FDIC. O cartão de débito Globalfy Visa® é emitido pelo Blue Ridge Bank N.A. de acordo com uma licença da Visa U.S.A. Inc. e pode ser usado em todos os lugares onde cartões de débito Visa são aceitos. Seus fundos estão segurados em até US$250.000 pelo Blue Ridge Bank, N.A.; Membro FDIC.