Nômades digitais: descubra por que é necessário ter receita em dólares

O que você irá encontrar nesse artigo:

Trabalhar para ganhar dinheiro e usá-lo para viajar pelo mundo. Esse é objetivo de vida de muitos. E se em vez de esperar isso acontecer, você juntar o útil ao agradável e trabalhar enquanto conhece o mundo? É isso que os nômades digitais fazem. Por causa da tecnologia e da internet, existem formas de trabalhos que podem ser realizado de qualquer lugar do mundo. Basta ter um computador conectado.

É uma alternativa para quem quer sair do Brasil e conhecer o mundo da melhor forma. Afinal, você pode ficar o tempo que quiser e experimentar de fato a rotina de um país. Se você é um nômade digital ou planeja ser um, é comum surgir a dúvida de que moeda usar para sua receita. A resposta é simples: Dólar.

Nômades digitais

Para entender mais, selecionamos alguns motivos para o dólar ser tão necessário na receita de nômades digitais:

Clientes de todo o mundo

O trabalho de nômades digitais pode estar em qualquer lugar do mundo, assim como seus clientes também. Você pode trabalhar na França para um cliente que está nos EUA enquanto negocia com outro na Austrália, por exemplo.

Mas para isso ser possível, é preciso que estejam de acordo com o pagamento.

O dólar é a moeda global mais aceita internacionalmente. Não à toa a maioria das empresas multinacionais trabalha com ela. Por esse motivo, é mais fácil que os clientes aceitem negociar com ele, mesmo que eles não sejam dos EUA.

Credibilidade internacional

Para que a carreira de nômades digitais funcione, construir uma base de clientes e adquirir confiança na área são aspectos indispensáveis. A maioria dos nômades trabalha por conta própria, o que proporciona a liberdade desse trabalho, mas isso traz também desafios.

Para garantir que tenha crescimento na área, uma das formas de impulsionar sua credibilidade é  ter uma empresa nos EUA. Mesmo que não more no país, utilizá-lo como “base” para o seu negócio aumenta a segurança para quem te contrata.

Vantagens na conversão da moeda

Um dos motivos de ser difícil juntar dinheiro no Brasil para depois viajar é a flutuação do câmbio. Mesmo que se programe, um súbito aumento do valor do dólar em relação a real pode arruinar planos. Para nômades digitais a situação é similar. A não ser que tenha muito sucesso na área, trabalhar em um país europeu recebendo em real, por exemplo, é praticamente inviável.

Para que seja capaz de se sustentar em outro país, receber em uma moeda forte como o dólar é essencial. Dessa forma, será mais fácil manter seu custo de vida. Além disso, o dólar é mais estável que a maioria das moedas. Por isso, terá menos chances de passar por sufocos financeiros repentinos por causa do câmbio.

Nômades digitais

Nômades digitais enfrentam desafios para trabalhar, mas podem garantir mais satisfação profissional ao investir nisso.

Conte com a assessoria da Globalfy para ter ajuda durante esse processo. Entre em contato conosco e tire suas dúvidas com nossos especialistas.

Compartilhar artigo

Comments are closed.

Explorar
Outros conteúdos
Homem ao celular para transferir dinheiro dos EUA para o Brasil
Mulher segurando bandeira dos EUA
globalfy_Logo_google_ok2
globalfy_Logo_Endeavor
globalfy_selectusa_logo
globalfy_university-of-central-florida-ucf-vector-logo-2022

Inscreva-se para fazer parte do nosso grupo exclusivo e confira Centro de conteúdoNotíciasTendências de negócios

Assine!

2023 Todos os direitos reservados © Globalfy, LLC


globalfy_US-FDIC

Seus fundos estão assegurados em até US$250.000 pelo Blue Ridge Bank, N.A.; Membro FDIC.

globalfy_ssl-secure

As informações oferecidas neste site não podem ser consideradas aconselhamento jurídico, mas informações de domínio público.

A Globalfy é uma empresa de tecnologia financeira e não um banco. Serviços bancários prestados pelo Blue Ridge Bank N.A; Membro FDIC. O cartão de débito Globalfy Visa® é emitido pelo Blue Ridge Bank N.A. de acordo com uma licença da Visa U.S.A. Inc. e pode ser usado em todos os lugares onde cartões de débito Visa são aceitos. Seus fundos estão segurados em até US$250.000 pelo Blue Ridge Bank, N.A.; Membro FDIC.