Globalfy

Q&A Gratuito: Como ter uma empresa nos EUA? 🇺🇸 Reserve seu horário aqui.

Software as a Service no mercado norte-americano

Descubra

Software as a Service, ou SaaS, é um modelo de negócio que vem ganhando espaço e se tornando cada vez mais presente na vida das pessoas. Empresários que atuam nesta área podem expandir sua empresa para os Estados Unidos e aproveitar também as vantagens que o país oferece para a área de tecnologia.  

Software as a Service, também conhecido como SaaS, é o modelo de negócios em que softwares são baseados em nuvem. Em outras palavras, são softwares acessados de maneira remota e online. 

Provavelmente você já usa algum software do tipo. Um exemplo muito conhecido é o Netflix, o streaming pelo qual os usuários pagam mensalmente pelo serviço prestado e podem acessar uma lista extensa de filmes e séries, de forma online.

Esse é o modelo SaaS: softwares acessados online, remotamente, que dispensam a necessidade, por exemplo, de download. Para isso, os consumidores pagam periodicamente por um serviço e não por um produto. 

Quando falamos sobre empresas da área de tecnologia, os Estados Unidos saem na frente com um ambiente e oportunidades favoráveis para o desenvolvimento do negócio. É por isso que vale a pena expandir uma empresa brasileira para o país. Entenda!

Software as a Service no mercado global   

Em 2019, o setor de empresas SaaS gerou US$148.5 bilhões no mundo todo, o que representa cerca de dois terços da receita de todo o mercado de serviços de nuvem. Paralelamente, o mercado de nuvem em sua totalidade deve atingir um valor de US$397 bilhões até 2022; a estimativa é baseada no crescimento do segmento, que segue em alta. 

Entre 2020 e 2025, a expectativa é que o setor cresça no mundo todo. A previsão é que os Estados Unidos apresentem o maior crescimento, de um valor total de cerca de US$109 bilhões em 2020 para aproximadamente US$226 bilhões em 2025. 

Software as a Service: como vender para o mundo por meio dos EUA 

Ao ter uma empresa nos Estados Unidos, é possível fazer negócios com o mundo todo e aproveitar, não só o crescimento do mercado norte-americano, como o desenvolvimento mundial quando falamos de SaaS. 

Em primeiro lugar, porque você começa a oferecer serviços em dólar, a moeda mais usada no mundo. Em segundo lugar porque você ultrapassa algumas barreiras, como a da língua, e passa a anunciar também em inglês, uma língua universal.

Com uma empresa de tecnologia nos Estados Unidos, seu negócio se torna cross border e permite que você coloque em prática estratégias de expansão e crescimento que não seriam possíveis com uma empresa nacional. 

Como abrir uma empresa de tecnologia nos EUA 

Se você acredita que esse é o momento ideal para iniciar sua empresa internacional, precisa, agora, entender quais os passos para tirar o projeto do papel. 

O início do processo se assemelha à abertura de uma empresa no Brasil, que você já conhece: escolha o nome, defina do tipo de empresa, prepare a documentação. Confira os seis passos iniciais para tornar seu negócio legal nos Estados Unidos. 

Definir a categoria – LLC ou C CORP 

Essa é uma das principais dúvidas dos empresários: LLC ou C CORP?

Para fazer um paralelo com os tipos de empresa disponíveis no Brasil, as duas modalidades são semelhantes aos modelos S/A e Limitada, respectivamente. 

A LLC protege o patrimônio do dono do negócio, caso exista algum prejuízo a nível empresarial. Com ela, não é necessário pagar impostos como empresa, os lucros são distribuídos integralmente aos sócios no final do ano fiscal, que, por sua vez, fazem a declaração e pagamentos necessários como pessoa física. 

Já a C CORP (Corporation), diferentemente da LLC, permite que a empresa receba investimentos e venda ações e ao final do ano, não há a necessidade de distribuir todo o lucro entre os sócios. A desvantagem é que você terá uma dupla tributação: pagamento de impostos, inicialmente, a nível corporativo, referente ao lucro líquido da empresa. Em seguida, um novo pagamento, quando os lucros são distribuídos aos acionistas.  

Contratar um endereço virtual 

Será necessário ter um endereço para sua empresa. Só assim você poderá receber correspondências americanas importantes.  Para isso, é possível usar um endereço virtual, serviço que pode ser contratado sem dificuldades. 

Escolher o estado em que deseja operar

Nos Estados Unidos é preciso escolher um estado para registrar sua empresa. Muitos empreendedores optam pela Flórida, por ser um país amigável aos brasileiros, com altas temperaturas durante o verão. 

Apesar disso, Delaware tem uma série de pontos positivos e pode ser uma boa opção para empresas tech. Muitas startups com sede na Califórnia, por exemplo, estão registradas, na verdade, em Delaware.  

Uma das vantagens do estado é a isenção de Imposto de Renda Estadual para empresas LLC e C CORP que não possuem operações físicas no estado. Você pode entender melhor sobre o tema neste link

Preparar documentos necessários

Para iniciar suas operações será preciso solicitar o EIN (Federal Employer Identification Number), um número fornecido pelo Departamento de Receita do Governo Federal Americano – IRS (Internal Revenue Service). Com ele, você pode registrar todas as transações realizadas pela empresa e garantir que os impostos sejam pagos adequadamente. 

Abrir conta em um banco americano  

Por último, você deve abrir uma conta em um banco americano para realizar as transações da sua empresa. Todas as movimentações devem ser realizadas por meio dela.  

Anteriormente, era necessário estar nos Estados Unidos para concluir a abertura da conta, mas, hoje, já é possível realizar todo o processo a distância. 

Quer dar o primeiro passo em direção à sua empresa de tecnologia nos Estados Unidos? 

Você pode marcar uma conversa com um de nossos especialistas para esclarecer suas dúvidas e compartilhar sobre seu projeto. O bate-papo é gratuito, para agendar clique aqui!   

Categorias

Descubra

Outros Conteúdos

Inscreva-se e receba nosso conteúdo exclusivo.

;