Existe MEI nos Estados Unidos?

O que encontrará nesse artigo:

No Brasil, diversos freelancers e empreendedores iniciam sua jornada adotando a Estrutura de Microempreendedor Individual devido às vantagens oferecidas em relação à tributação e à burocracia. Na hora de conquistar novos clientes, surgem dúvidas sobre os mercados do exterior — principalmente o maior mercado de freelancers do mundo, os EUA. Mas afinal, existe MEI nos Estados Unidos? 

Neste artigo, vamos explorar as opções disponíveis para empreendedores individuais nos EUA e como elas se comparam ao MEI no Brasil. Se você está pensando em começar um negócio nos Estados Unidos, continue lendo para entender qual estrutura é a melhor opção para você.

É possível ser MEI nos Estados Unidos?

De forma resumida, infelizmente, não existe MEI nos Estados Unidos. Porém, o país oferece opções semelhantes para empreendedores individuais que desejam atuar como freelancers, prestadores de serviços digitais, influencers, nômades, gamers e muito mais.

Na prática, o MEI é uma estrutura empresarial criada para formalizar e incentivar pequenos negócios no Brasil, oferecendo um regime simplificado de tributação e menor burocracia para a abertura e manutenção do negócio. O regime tributário foi estabelecido em 2008 como uma opção para empreendedores que faturam até R$81 mil por ano, desejam ter um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e acesso a benefícios, como aposentadoria e crédito empresarial.

Os MEI representam quase 70% das empresas brasileiras em atividade, conforme mostrado no Mapa de Empresas realizado pelo Ministério da Economia. São mais de 14 milhões de empreendedores individuais ativos no Brasil atualmente.

Apesar do grande crescimento em oportunidades, esse cenário também mostra a necessidade de expandir os horizontes e buscar novos clientes. O mercado mais visado costuma ser os EUA. De acordo com o relatório Cross-Border Payroll And Contractor Payments da PYMNTS, mais de 60% das empresas americanas contratam prestadores de serviço internacionais. Porém, para chegar aos melhores clientes é necessário estar em conformidade com o IRS e os órgãos reguladores do país. Por isso, muitos empreendedores buscam equivalentes à estrutura de Microempreendedor Individual no país. 

Qual é a melhor forma de abrir uma empresa individual nos EUA?

Nos Estados Unidos, os empreendedores podem escolher entre várias opções para abrir e gerenciar seus negócios. Para quem busca iniciar um negócio sozinho, a alternativa que mais se aproxima do formato do MEI no Brasil é a estrutura de Single-Member LLC, em português LLC de único membro. Assim como a MEI, empresas com essa estrutura possuem apenas um dono e podem oferecer benefícios fiscais, além da formalização do negócio. 

A principal característica da LLC de único membro é oferecer mais proteção ao proprietário. A estrutura de uma LLC (Limited Liability Company) é próxima a da LTDA no Brasil, oferecendo uma camada de proteção que separa as responsabilidades da pessoa física e jurídica. A empresa em si é fiscalmente transparente, repassando os lucros ou prejuízos da empresa à declaração de imposto de renda pessoal do membro

Além disso, uma LLC de único membro também garante mais credibilidade para sua atuação como freelancer ou prestador de serviços estrangeiro nos EUA. Para criar uma LLC, é necessário registrar legalmente a empresa, criar um acordo operacional e manter a empresa ativa e em “Good Standing” com o estado. Isso pode ajudar a transmitir a imagem de uma atuação mais profissional e organizada. A LLC de único membro permite ainda que você cresça e expanda seu negócio, permitindo a adição de mais membros ou a mudança para uma estrutura empresarial diferente conforme necessário.

Por que fazer negócios nos EUA?

No Brasil, o MEI é muito utilizado por empreendedores digitais, freelancers de áreas como tecnologia, marketing ou serviços digitais e até mesmo nômades digitais. Porém, essas áreas muitas vezes enfrentam uma alta concorrência no país. Além disso, as oportunidades locais acabam sendo pouco atrativas com a desvalorização do real em relação ao dólar nos últimos anos. 

Os Estados Unidos aparecem como uma excelente opção para profissionais qualificados e prontos para levar seus negócios ao próximo nível. Confira a seguir alguns dos benefícios que prestadores de serviços podem encontrar nos EUA. 

  • Mais oportunidades: Freelancers contribuíram US$1,35 trilhões para a economia dos Estados Unidos em 2022, segundo o relatório Freelance Forward 2022, realizado pelo UpWork. Ainda de acordo com a pesquisa, mais de 65% das empresas planejam continuar utilizando profissionais independentes em projetos nos próximos dois anos. Isso significa que além de já ser um mercado expressivo, as oportunidades para freelancers nos EUA devem continuar crescendo.
  • Mais credibilidade: Os EUA já possuem um legado na contratação de prestadores de serviços. A prática já está consolidada no país e existem diversas opções de sites e buscadores para o anúncio de serviços de freelancer. Você ganhará acesso e credibilidade no mercado internacional com uma empresa nos Estados Unidos.
  • Pagamentos em dólar: Um dos fatores mais importantes para empreendedores internacionais nos EUA está relacionado ao dólar. A conversão de dólar para real é extremamente atrativa para freelancers e empresários. Com acesso ao mercado americano, você garante ganhos em uma moeda forte. 
  • Tributação: Os impostos são uma das questões que desmotivam empreendedores. Porém, nos EUA, é possível fazer parte desse mercado sem se preocupar com a tributação. Apesar de não ser uma regra, é possível até mesmo ter uma LLC de único membro e prestar serviços digitais para todo o mundo sem pagar impostos nos Estados Unidos, registrando seu negócio em estados como Wyoming.

Como abrir uma empresa individual nos EUA?

Para ter acesso a toda potencialidade do mundo de negócios nos EUA, o caminho mais indicado é abrir uma empresa no país. Geralmente este processo vai envolver passos como escolher o melhor estado para o seu negócio, decidir a estrutura certa, contratar um Registered Agent, realizar o registro estadual, enviar a requisição do EIN ao IRS e muito mais.

Porém, mesmo sabendo que não existe MEI nos Estados Unidos, você sabia que o processo para atuar como freelancer, prestador de serviço ou empreendedor digital pode ser tão simples quanto abrir seu MEI? Com a Globalfy, você pode abrir uma empresa e prestar seus serviços no país em apenas um passo! Você não vai precisar se preocupar com as decisões difíceis e a burocracia.

Dependendo da sua atuação no país, é possível até mesmo prestar serviços e se manter isento de impostos no país. Um exemplo disso é a configuração de uma LLC de único membro no estado Wyoming. Graças às regras do estado e do país, serviços digitais não podem ser tributado se realizados por uma empresa com a estrutura de LLC de único membro fora dos limites geográficos dos EUA.

Clique aqui e comece sua jornada no mercado americano agora mesmo!

Compartilhar artigo

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O que encontrará nesse artigo:

Outros conteúdos
Empreendedor brasileiro vendendo seus móveis nos EUA
Pessoa preenchendo formulário 1099
Pessoa usando tablet
Google logo on the features page
Endeavor logo on features page.
Select USA logo on features page.
UCF logo on featurs page
orlando-logo
Security logo on features page.
As informações oferecidas neste site não podem ser consideradas aconselhamento jurídico, mas informações de domínio público.
ACBJ- 1989_WEB_BADGE_120145
Plataforma completa

Receba nossas últimas atualizações

Receba nossas comunicações com informações relevantes para ajudá-lo a iniciar, crescer ou expandir seus negócios nos EUA.